Crises de ausência

Crises de Ausência

A crise de ausência é um tipo de crise generalizada, mais comum na infância, caracterizada por um rápido período no qual o paciente parece “sair do ar”. São tão rápidas que podem não ser percebidas pelo paciente e nem por testemunhas e serem confundidas com distração. Se um paciente estiver fazendo uma tarefa ou conversando, ele pode parar, ter a crise, e retomar a tarefa ou a conversa do ponto em que parou.

  • Geralmente tem duração de poucos segundos
  • Rápida recuperação da consciência, sem confusão mental.
  • Podem acontecer várias crises no mesmo dia.
  • Podem ser desencadeada pela hiperventilação.

Existem dois tipos de crises de ausência, as típicas e atípicas.

Ausência típica:

  • Mais comuns.
  • Início e fim abruptos.
  • O paciente para tudo o que está fazendo e parece que está com o “olhar parado”.
  • Há geralmente desvio dos olhos para cima e muitos piscamentos.
  • Duração de menos de 10 segundos.

Ausência atípica:

  • Duram mais tempo, têm um início e fim menos abruptos do que a ausência típica.
  • O paciente para tudo o que está fazendo e parece que está com o “olhar parado”.
  • Podem ser observados muitos piscamentos, movimentos mastigatórios ou de  “estalar” os lábios.
  • Movimentos das mãos, como esfregar uma mão na outra.
  • Duração de aproximadamente 20 segundos.